Monday, 26 June 2017

Quinta da Fidalga I






                    
Acontecem na Quinta da Fidalga duas oficinas de desenho, propostas pela L1B - Associação Cultural do Seixal e orientadas pela Manuela Rolão


24 de Junho - Azulejos e Carimbos,  teve a Marilisa Mesquita como artista convidada, com uma breve explicação de como construir carimbos artesanais.

Estes trabalhos manuais, muito minuciosas, não são dos meus preferidos, mas é sempre muito agradável ir a estas oficinas, tão tranquilas e com propostas tão criativas.



















Sunday, 23 April 2017

A desenhar no Castro do Zambujal em Torres Vedras

A chegada
No topo do Castro, a paisagem circundante


No Dia Internacional dos Monumentos e dos Sítios, fui desenhar no Castro do Zambujal, a convite do Grupo de Desenho de Rua de Torres Vedras.


A entrada do antigo povoado


Alguns já escolheram o local para desenhar


E outros já desenham, absortos na paisagem e no desenho


Hoje o André foi "apanhado" a desenhar.


Um dos meus desenhos.


Ambas as aguarelas são em Papel Arches 300gr, grão fino

Monday, 20 March 2017

A Primavera chegou


A Primavera chegou à Fábrica da Pólvora de Vale de Milhaços numa tarde organizada em colaboração com L1B - Associação Cultural



Fomos muito bem recebidos pela Carla Costa do Ecomuseu do Seixal e visitámos a fábrica acompanhados pelo guia Sr.Francisco - antigo empregado -, que nos explicou e mostrou como se fabricava a pólvora. Esta Fábrica da Pólvora como património industrial, tem de único em relação a outros museus com o mesmo cariz, o facto de ter as máquinas a funcionar para as visitas guiadas. 

Tipografia Popular  colaborou oferecendo postais, em papel de aguarela para podermos desenhar e enviar. Os meus já seguiram hoje no correio.



Depois da visita, percorremos os terrenos da fábrica, sempre acompanahdos pelo Sr. Francisco e agora também pela Manuela Rolão, da L1B, passando pelas hortas que os empregados cultivavam, pelas árvores de frutos, observando toda a flora que começava a despontar. Só depois nos sentámos, em amenas conversas e trocas de conhecimentos, desenhando, aguarelando, e guardando as flores que recolheramos.





Tuesday, 20 December 2016

Encontro de Natal - Desenhar em Família

Foi no domingo, no passado dia 18 deste mês, que fui desenhar a Torres Vedras, a convite do André Duarte Baptista e do grupo CCC SketchCrawl Torres Vedras. Desenhar em família, porque muitos já nos conhecemos desde a formação do grupo, e  os que chegam de novo são sempre bem recebidos. E, com o verdadeiro espírito de Natal, fez-se também uma troca de desenhos, "amigo secreto", e partilhou-se um lanche. 


Manhã de Outono. 


O Encontro foi no Museu Leonel Trindade, com visita guiada à Exposição "As Histórias do Zambujal: 50 anos do Instituto Arqueológico Alemão em Torres Vedras". 
Como a exposição era sobre uma temática que desde sempre me fascinou, preenchi o caderno, que levara com essa finalidade, com desenhos e registos da mesma, deixando os Claustros do Convento da Graça para uma próxima visita.


                                      






Thursday, 17 November 2016

Marionetas no Museu

Ao percorrer o Museu das Marionetas, podemos verificar, através dos diversos objectos expostos, que a manipulação das marionetas pode ser executada de várias formas. Também as marionetas podem ser espectáculos simples com apenas uma pessoa e duas marionetas (chamávamos-lhes fantoches, quando os víamos no Verão pelas praias), ou mais complexos com música e dança, aproximando-se das performances. Mas em casa, com um boneco, qualquer um de nós pode imaginar e criar uma história.    




Saturday, 5 November 2016

Em busca das memórias da minha infância

Fui ao Coliseu dos Recreios em Lisboa, desenhar com os Urban Sketchers, não porque seja o tipo de desenho que mais gosto, mas à procura das memórias da minha infância. E não só. Também assisti a muitos concertos memoráveis. Entre eles o inesquecível espectáculo de despedida do Zeca Afonso. Ainda hoje me recordo de todas as emoções sentidas. E outros concertos extraordinários, embora não tão emotivos.

Quando era pequena ia, com os meus pais e irmãos, ao Circo, e ficávamos sempre num dos camarotes de 1ª ordem. Na memória pensava que era o 2º à direita da presidência, a minha irmã Margarida ( dois anos menos que eu) diz que era ao lado. Gostava muito das trapezistas, e havia mesmo alguns números  sem rede. O perigo espreitava, mas alguma pergunta, mais perto da realidade, era adoçada pelas palavras confortantes dos pais. Lembro-me de um espectáculo mesmo na cúpula que me ficou na memória: um homem, subia por uma corda, e havia uma roda gigante, também me recordo dos leões e, de uns palhaços espanhóis vestidos de amarelo às riscas pretas que me fizeram rir. Não gosto de palhaços, e até me assustavam um pouco. 





Tuesday, 25 October 2016

Aulas de Aguarela

Hoje, técnicas húmidas com efeitos abstractos. (papel apenas molhado na frente).




25 Novembro